Rua Bahia, 41 - Bairro Brasil - Itu - SP

Mulheres 2021

Dermatologista

Após cursar duas faculdades – uma de Design e outra de Naturologia – Agnes Nakano percebeu que a sua vocação estava tomando um rumo bem diferente do que ela queria atuar e, em conjunto com a vontade de ajudar o próximo, decidiu cursar a Medicina. Ao longo do curso, se identificou com duas áreas: cirúrgica e clínica, e encontrou na Dermatologia a possibilidade de unificá-las.
Com uma formação extensa, teve a oportunidade de ir para os EUA acompanhar o Serviço de Dermatologia da Universidade da Filadélfia, e para Portugal, onde frequentou o Ambulatório de Dermatologia da Universidade de Coimbra.
Todas essas experiências foram muito engrandecedoras para Agnes se tonar a médica que é hoje, além de possibilitá-la a ganhar dois prêmios importantes na área: o FIDE, patrocinado pela AAD (Academia Americana de Dermatologia) e do Prêmio Latina-derma, patrocinado pelo CILAD (Colégio Ibero Latino Americano de Dermatologia).
Agnes administra as rotinas profissional e pessoal antes mesmo da sua primeira filha nascer. Quando passou na pós-graduação em Cosmiatria na Faculdade de Medicina do ABC estava grávida pela primeira vez e optou por seguir o curso mesmo com todos os empecilhos e muitas viagens, mesmo ainda gestante ou com um bebê recém-nascido.
“A dificuldade de conciliar a vida profissional com a pessoal é mais desafiadora para a mulher, devido às responsabilidades com os filhos e a casa. Acredito que tudo é suavizado se você ama a sua profissão e acorda disposto para um novo dia. Com isso, o trabalho deixa de ser um fardo e passa a ser um alívio nessa sobrecarga de funções, que atualmente as mulheres estão passando”, comenta.
Agnes complementa que a pandemia dificultou um pouco mais a vida profissional das mulheres, pois com as escolas fechadas, foi preciso gerenciar o tempo para dar mais atenção às crianças, sem perder a produtividade no trabalho. “Percebi durante a pandemia que a melhor forma de lidar com as dificuldades é encarando de frente, moldar a si mesmo para se adaptar às melhores possibilidades dentro da sua realidade, e assim poder viver em harmonia com o seu melhor”, ensina.
E assim Agnes segue levando a vida de mãe e médica. Conciliando o tempo e adaptando às novas realidades, foi possível continuar sua jornada de ajudar as pessoas e exercer a profissão em que se encontrou e a encantou. Seu tempo no consultório é mesclando casos clínicos, cirurgias e procedimentos estéticos, área que ela notou um grande crescimento durante a pandemia.
Outro aumento que percebeu – mas esse se deu ao longo dos anos e não na pandemia – foi a de pacientes preocupados com o câncer de pele, o que a incentivou a investir em realizar Dermatologia Digital e Mapeamento Corporal para seguir e monitorar as pintas presentes nos corpos de seus pacientes. “Com isso posso indicar cirurgia mais rápido, ainda em casos de pequenas modificações das pintas ou no aparecimento de novas lesões.
Meu objetivo é aprimorar sempre, buscando tratamentos que estão sendo realizados no mundo para proporcionar aos meus pacientes o que eu gostaria de receber: dedicação e confiança são meus pilares para uma vida profissional sadia”, afirma.